Como Se Proteger do Frio ao Conduzir Sua Moto -

28.10.2020

Como Se Proteger do Frio ao Conduzir Sua Moto

As regiões sul e sudeste do país geralmente enfrentam temperaturas baixas com a chegada do inverno. Esse clima mais frio se torna um desafio para o bem-estar do motociclista, que precisa enfrentar o ar gelado diariamente na direção da moto. Para ter mais conforto, a iCBras separou 5 dicas para se proteger do frio ao conduzir sua moto.

1. Use roupas adequadas para o frio

Quem utiliza a moto como meio de transporte sabe que os dias frios são capazes de gerar grande desconforto ao pilotar. Porém, esse é apenas um pequeno problema quando consideramos que a falta de aquecimento no corpo afeta o sistema nervoso, impactando em nossos reflexos.

E é fácil entender como isso acontece: em dias frios, nosso organismo concentra a circulação sanguínea nos órgãos vitais, como coração e pulmão, fazendo com que menos sangue chegue às extremidades.

Assim, sem a sensibilidade necessária, os dedos das mãos não conseguem apertar o freio com a mesma eficiência, e os pés podem não oferecer a estabilidade necessária para a direção.

Tudo isso pode ser evitado ao utilizar roupas adequadas para pilotar a moto. Casacos, calças e blusas, especialmente aquelas com isolamento térmico, são capazes de deixar seu corpo aquecido para que o sistema circulatório opera plenamente.

Vale usar luvas para proteger as mãos expostas ao vento. Em dias de muito frio, a dica é utilizar uma luva de lã embaixo da luva de couro, que costuma ser bastante popular entre os motociclistas.

2. Aproveite o baú plástico para levar roupas extras

Para não errar na quantidade de casacos e acabar passando frio ao longo do dia, crie o hábito de levar com você um agasalho extra, que pode ser acomodado facilmente dentro do baú plástico da moto.

Todos os modelos de baús da iCBras contam com um bom espaço para transportar tudo o que você precisa. Por ser feito de PEAD, é extremamente resistente às condições climáticas adversas. Assim, se chover, não há risco de molhar o interior do baú.

Para não ocupar tanto espaço na caixa plástica para moto, você pode contar com peças térmicas, que são compactas e, ainda assim, apresentam boa capacidade de aquecimento. Dessa forma, se bater o frio, é só parar a moto e vestir a roupa extra.

Quer uma sugestão de baú para moto capaz de acomodar vários itens? Conheça o baú plástico 145 litros!

3. Proteção na chuva

Se pilotar a moto no frio já é um desafio, a experiência pode ser ainda mais desconfortável com a chuva ou a serração. Sem proteção adequada, o motociclista pode acabar com a roupa molhada, o que não é nada bom para a saúde.

Quando você está em movimento na moto, a sensação térmica do motociclista é de 10° C em relação a quem está parado. Com a roupa molhada, essa sensação é potencializada, fazendo com que o corpo tenha dificuldades para manter-se aquecido.

Assim, vale a pena investir em uma capa de chuva para usar em dias em que o clima não está tão agradável. Mais uma vez, o baú plástico para moto será um grande aliado, permitindo que você ande com a capa sem precisar sair de casa já vestindo a peça.

4. Equipamentos que protegem a moto no frio

Em algumas regiões do Brasil, os dias de frio duram boa parte do ano. Se esse for seu caso, considere equipar sua moto com acessórios capazes de oferecer um isolamento térmico.

Motos no modelo Naked podem acomodar um equipamento chamado bolha, que funciona como um para-brisa, diminuindo consideravelmente a incidência do vento sobre o motociclista.

Pata motocicletas tipo Trail, a proteção é um pouco reduzida, mas o motociclista pode ter mais conforto ao utilizar protetores de mão.

Um benefício extra desses protetores é que eles são uteis também para os dias ensolarados, fazendo com que o condutor não precise encostar na manopla da moto quente, após horas embaixo do sol.

5. Tenha cuidado ao pilotar

Por fim, a última dica para se proteger do frio ao pilotar a moto é contar com uma dose extra de cuidado na condução.

Ainda que você consiga manter o corpo aquecido com as sugestões que apresentamos anteriormente, a estrada pode esconder riscos que um motociclista desatento pode acabar se prejudicando.

Antes de sair em velocidade com sua moto, preste atenção na estrada, especialmente nas primeiras horas da manhã. O sereno da noite, combinado com a temperatura baixa, pode se transformar em uma fina camada de gelo no inverno, fazendo com que o risco de escorregões seja bem grande.

Se possível, saia de casa um pouco mais tarde nos dias em que o frio marcar presença.

Assim, com roupa adequada, equipamentos de proteção e muita atenção na estrada, o inverno na moto não vai ser tão desconfortável.